Manifestação em Salvador reúne cerca de seis mil pessoas

Manifestação em Salvador reúne cerca de seis mil pessoas

Em Salvador, cerca de seis mil pessoas voltaram às ruas na tarde desta quinta-feira (20) atendendo o chamado das centrais sindicais e Frente Brasil Popular. A caminhada saiu do Campo Grande em direção ao Fórum Rui Barbosa, no centro da capital baiana. Manifestantes protestaram contra a aprovação da reforma trabalhista; em defesa da democracia e de Lula, condenado em 1ª instância pelo juiz Sérgio Moro, mesmo sem ter apresentado provas de acusação; em defesa das Diretas Já. Além dos carros de som acompanhou a caminhada o grupo musical Coletivo Fora Temer, que animou os manifestantes. Trabalhadores petroquímicos e químicos acompanharam a manifestação de protesto, assim como dirigentes do Sindiquímica.

Durante o trajeto, um grupo teatral fez uma performance criticando a parcialidade da Justiça brasileira na operação Lava Jato. O presidente da CUT, Cedro Costa, criticou os senadores que votaram a favor da reforma trabalhista, que já foi sancionada pelo golpista Temer, enterrando a CLT.

Os manifestantes chegaram ao Fórum Rui Barbosa no início da noite e queimaram uma fogueira no meio da rua. Trabalhadores do ramo químico estavam presentes à manifestação e dirigentes do Sindiquímica acompanharam a caminhada desde o Campo Grande.  Uma nova manifestação pelas Diretas Já acontecerá na capital baiana, no dia 30.

A CUT prepara outra grande mobilização, no dia 18 de agosto, durante a visita de Lula a Salvador.

e-max.it: your social media marketing partner