Sem avanços terminou negociação com o sindicato patronal

Sem avanços terminou negociação com o sindicato patronal

Dando prosseguimento às negociações da campanha salarial dos trabalhadores do setor plástico, a reunião entre representantes do Sindiplasba (sindicato patronal) e o Sindiquímica (sindicato laboral) ocorrida no dia 14/11 terminou sem avanços. O patronato rejeitou as reivindicações encaminhadas pelos trabalhadores, manteve a proposta de reajuste salarial de acordo com o INPC do período (4%) para as cláusulas econômicas e concordou em encaminhar às empresas o item seguro de vida. Nada mais.

O sindicato laboral solicitou ao patronato aumento salarial acima da inflação; a revisão de alguns itens como: homologação de 10 dias, prevista na atual legislação; pagamento do prêmio de assiduidade  junto com o pagamento das férias; fornecimento de uniformes limpos e higienizados e de EPI´s recomendados pelas normas de segurança do trabalho; jornada semanal de trabalho de 44 horas para o administrativo e negociação com o sindicato da jornada dos trabalhadores de turno.

Outros itens já negociados em rodadas anteriores como: vedar o início das férias no período de dois dias que antecedam ao feriado ou  Repouso Semanal Remunerado (DSR) e a vigência da Convenção Coletiva de Trabalho para dois anos, exceto as cláusulas econômicas que vão continuar sendo negociadas no prazo de um ano.

O sindiplasba se comprometeu a levar a proposta às empresas e dar retorno na próxima rodada de negociação marcada para o dia 22/11, às 10h, na sede do sindicato patronal.

Leia aqui a ata da negociação do dia 14/11

e-max.it: your social media marketing partner